Aguarde...

SAÚDE QUE SE VÊ

Utentes e sindicatos hoje em vigília contra fecho da urgência pediátrica do Garcia de Orta

LUSA
18-11-2019 10:10h

As comissões de utentes de Almada e Seixal, com o apoio dos sindicatos, vão concentrar-se hoje em vigília contra o encerramento da urgência pediátrica do Hospital Garcia de Orta, no distrito de Setúbal.

Na quinta-feira, a ministra da Saúde, Marta Temido, confirmou que este serviço iria passar a encerrar todas as noites a partir de hoje, entre as 20:00 e as 08:00, o que levou a Comissão de Utentes de Saúde do Concelho do Seixal a marcar a vigília em frente à unidade, a partir das 20:00.

O membro José Lourenço, que falou à Lusa depois de uma reunião com a tutela, explicou que o protesto deve-se por não haver “evolução” quanto à falta de pediatras e porque não consideram suficiente a medida de alargamento do horário de duas unidades de saúde.

“Continua a não haver uma alternativa na Margem Sul para as urgências noturnas”, frisou José Lourenço, defendendo que o alargamento deveria ser “24 horas”.

Segundo o Ministério da Saúde, o horário das unidades de saúde da Amora, no Seixal, e da Rainha Dona Leonor, em Almada, vão passar a funcionar das 08:00 às 00:00, nos dias de semana, e das 10:00 às 22:00, no fim de semana.

A este protesto juntou-se a Comissão de Utentes do Concelho de Almada e a União de Sindicatos de Setúbal, que se afirma “solidária com os utentes e profissionais de saúde que lutam pelo funcionamento da urgência”.

Em comunicado, os sindicatos defenderam que o Governo “tem de tomar medidas urgentes para a contratação de mais profissionais para a urgência pediátrica”.

A falta de especialistas afeta o hospital há mais de um ano, quando saíram 13 profissionais, e, segundo o Sindicato dos Médicos da Zona Sul, nem o lançamento de concursos foi suficiente para colmatar a carência porque "ninguém concorreu".

Devido à falta de especialistas, a urgência pediátrica daquela unidade hospitalar de Almada tem encerrado todos os fins de semana, nas últimas semanas, entre o final de sexta-feira e a manhã de segunda-feira.

MAIS NOTÍCIAS